Paulo RB

Author Archive

Setando Checkbox em JQuery

by paulorb on mai.21, 2012, under JQuery

Veja o exemplo no Stackoverflow

Setando CheckBox

Leave a Comment more...

Verificando Checkbox em JQuery

by paulorb on mai.21, 2012, under JQuery

Dica rápida como verificar estado de check box em JQuery. Pegamos como exemplo o seguinte checkbox:

<input type="checkbox" value="VendidoCheckBox" />

Para verificar o status (checado) ou (não checado) faremos algo assim:

 $(":input").each(function() {
   if( $(this).val() == "VendidoCheckBox"){
		if($(this).is(":checked")==true){
			alert("checado");
	}else{
	alert("nao checado");
	}
   }
 }
   
Leave a Comment more...

Analise e Projeto de Sistemas – Parte 1

by paulorb on mai.17, 2012, under Sem categoria

A motivação para escrever um tutorial sobre Analise e Projeto de Sistemas é a da importância que esta tem na construção de softwares com qualidade.

Caracteristicas que irei abordar nesse tutorial:

- Utilização de Linguagens Orientadas a Objetos

- Linguagem de Modelagem Unificada (UML)

- Processo Unificado (UP) (RUP)

Porque utilizar RUP, UML e Linguagem Orientadas a objetos? O que isso trás ao codigo final? Devo perder tempo com isso? Muitas empresas ainda não dão credibilidade a esses 3 fatores e continuam produzindo software “artesanal” , ao final desse tutorial tenho certeza que conseguirei mudar essa visão se ela ainda existe em sua cabeça.

Vamos inicialmente falar um pouco do RUP , RUP é uma implementação do UP (Unified Process) Processo Unificado que nada mais é que um processo e que esta não conectado mas fortemente associado a notação UML, neste processo existem 3 valores fundamentais:

1 – É DIRIGIDO POR CASOS DE USOS: o planejamento do desenvolvimento é realizado em função dos casos de uso identificados tratando primeiramente os mais complexos.

2 – É CENTRADO NA ARQUITETURA: o processo de desenvolvimento tem como prioridade a construção de uma arquitetura de sistema que permita a realização dos requisitos, identificando estruturas de classes produzidas de um modelo conceitual.

3- É ITERATIVO E INCREMENTAL: a cada ciclo de trabalho desenvolvido, novas características são adicionadas à arquitetura do sistema, aproximando-se do sistema final.

O UP tem 4 grandes fases veja figura a seguir:

Fase de concepção: Engloba as seguintes atividades, estudo de viabilidade, levantamento de requisitos e uma parte de sua analise.

* Resultados dessa fase geralmente são: um documento de requisitos e riscos, uma listagem de casos de uso de alto nivel e um cronograma de desenvolvimento baseado nesses casos de uso.

Fase de elaboração: Engloba o detalhamento da análise de requisitos, a modelagem de domínio e o projeto.

* Resultados dessa fase:  É feita a maior parte da analise e projeto, a analise detalhada do sistema a modelagem de dominio e o projeto de sistema usando os padroes de projeto.

Fase de construção: Engloba o programação e os testes.

Fase de transição: Engloba a instalação do sistema e migração dos dados.

Incialmente precisa-se de uma visão geral do sistema a ser desenvolvido e isso pode ser obtido a partir de entrevistas, documentos e sistemas, para apoiar essa visão pode-se usar diagramas de maquina de estados ou diagramas de atividade da UML que corresponde a fase de modelagem do negócio, a partir disso vai se analisando cada vez mais aprofundado  cada uma das atividades ou estados para se obter os requisitos funcionais e não funcionais do sistema. Pode-se nessa etapa de concepção elaborar com o diagrama de classes um modelo conceitual preliminar para ajudar a compreensao da estrutura da informação a ser gerenciada pelo sistema.

Todo esse modelo conceitual ajudam a compreender quais são os processos de negócio obtendo-se assim os casos de uso de alto nivel. Essa é a base para se fazer o resto do desenvolvimento.

Até ai falamos da etapa de concepção após isso temos a etapa de elaboração que começa com a expansão dos casos de uso de alto nivel e posteriormente a representação de seus fluxos através da criação de diagramas de sequencia com isso são descobertas as operações e consultas do sistema.

Com isso conseguimos construir os diagramas de comunicação ou sequencia que mostrarão quais métodos devem ser criados em cada classe e como esses métodos devem ser implementados produzindo assim o diagrama de classes de projeto ou DCP. Pode-se também fazer a modelagem de interface.

A fase de construção se foca na construção de codigo , testes e geração de banco de dados.

Na proxima parte (Parte 2) falaremos um pouco sobre a visão geral do sistema, e sobre a questão da analise de requisitos.

Leave a Comment : more...

Debugging – Técnicas para facilitar sua vida – Parte 1

by paulorb on mai.16, 2012, under C++, Debug

Nesse Post irei ensinar algumas técnicas básicas para debugging de aplicações unmanagged usando o windbg e o AplicationVerifier.
Em quais situações você ira usar essas tecnicas, um bom exemplo é quando há algum problema na aplicação na maquina do cliente porém você não tem todo o ambiente de dev na maquina dele ex(VS2010) e tambem quando fazer  remote Debug é inviavel por exemplo quando a distancia entre sua maquina e a remota é grande esta em rede por exemplo separados pela internet nesses casos o remote-Debug ficaria extremamente lerdo e inviabilizaria o debug.
Primeiramente precisamos de algumas ferramentas:
1 – Instale o .NET Framework 4.0
2-  Instale o Debbuging Tools For Windows
Porém não instale tudo somente o seguinte:
Em “common utilities” selecione somente o seguinte:
-> aplication verifier
-> Debugging tools for windows
3 – Compile o executavel em modo DEBUG
4- Pegue tanto o PDB quanto o executavel e coloque na maquina em que ira debugar.
5- Coloque o PDB na mesma pasta do executavel
6 – Abra o Aplication Verifier e adicione o executavel nele e selecione somentes os testes básicos “Basics” e salve
7 – Abra o WinDbg e adicione em “Symbol File Path” o caminho da pasta onde esta seu PDB
8 – Clique em “Open Executable” e ache o executavel que deseja debugar , digite “g” e tecle enter para iniciar o debug.
Com isso o nosso aplicativo já está sendo debugado. Veja a parte 2 para saber como usar o WinDBG.
Leave a Comment more...

Descobrindo se a placa de rede está em modo promiscuo

by paulorb on abr.25, 2012, under Network

Use o seguinte programa

http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?DisplayLang=en&id=1851

Execute no Prompt e vera um relatório sobre todas as placas de redes instaladas se estão ou não em modo promiscuo.

Leave a Comment more...

LoadLibrary Falhou

by paulorb on abr.13, 2012, under C++

Como analisar problemas com o LoadLibrary. O LoadLibrary é umas das mais complexas APIs do Windows e por isso mesmo a Microsoft como formade facilitar o debug em casos do LoadLibrary falhar criou o “loader snaps” nos Debbuging Tools.
Como funciona: Voce deve instalar o debbuging tools

http://msdn.microsoft.com/en-us/windows/hardware/gg463009.aspx

Ai entao rode o gflags.exe e habilite o “Show Loader Snaps”.Rode o “WinDbg.exe” e execute a aplicação que você deseja analisar.No Log voce vera as DLLs sendo carregadas e as que não forem aparecerão tambem.

Referencias:http://blogs.msdn.com/b/junfeng/archive/2006/11/20/debugging-loadlibrary-failures.aspxhttp://blogs.msdn.com/b/mgrier/archive/2005/06/18/430402.aspx

Leave a Comment more...

Descobrindo funções exportadas e dependencias de importação em uma DLL

by paulorb on abr.13, 2012, under C++

Para descobrir as funções exportadas e as dependencias de uma DLL use o comando:

Dumpbin /exports NomeDaDLL.dll

Dumpbin /imports NomeDaDLL.dll

Referencias:

http://support.microsoft.com/kb/177429

http://stackoverflow.com/questions/3497301/what-exactly-means-error-invalid-ordinal

Leave a Comment more...

Jquery UI – Dialog – Tutorial

by paulorb on abr.12, 2012, under JQuery

Um fato interessante sobre a utilização do Dialog do Jquery UI, se voce quer quando a pagina for carregada ele simplesmente fique oculto ou seja que seu DIV fique oculto e que só seja exibido quando voce clicar em um botao existem algumas coisas que devem ser setadas. Vou mostra-las nesse post.

Suponha que voce tenha o seguinte div e quer transforma-lo em um dialog

<div id="dialogOcupacao" title="Ocupação"> </div>

Coloque no evento de Load da pagina

$("#dialogOcupacao").dialog({ autoOpen: false })

Com isso voce vai desativar o dialog de aparecer automaticamente Agora sim no botao que voce criou no evento onclick voce colocará o seguinte:

$( '#dialogOcupacao' ).dialog('open');

Com isso o dialog abre! bom proveito

Leave a Comment more...

Lista de Ocupações SQL

by paulorb on abr.08, 2012, under EF

Estava precisando um dia desses de uma lista de ocupações, achei uma filtrei e estou disponibilizando ela aqui em dois formatos txt e sql para sql modifique o começo do sql para bater com a sua tabela. Bom proveito

ListaOcupacoes

sql_ocupacoes

Leave a Comment more...


Looking for something?

Use the form below to search the site:

Still not finding what you're looking for? Drop a comment on a post or contact us so we can take care of it!

Calendário

novembro 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930